Você sabe o que é um certificado digital e qual a importância para sua empresa? Essa ferramenta funciona como uma assinatura virtual que garante segurança e autenticidade para documentos online.

Com o mundo cada vez mais digital, diversas obrigações fiscais e contratos são firmados no ambiente virtual, e é crucial que esses documentos sejam autenticados. 

Contudo, existem diferentes tipos de certificados digitais, cada um com sua finalidade. Para te ajudar a identificar qual o ideal para sua empresa, criamos este artigo para você. Não perca!

Qual é a importância do certificado digital para emissão de notas fiscais? Entenda

O que são os certificados digitais e como funcionam?

A certificação digital é como se fosse a identidade virtual de uma pessoa física ou jurídica. Por meio de uma assinatura eletrônica, é possível assinar documentos com total autenticidade, integridade e confidencialidade.

Assim, os documentos digitais possuem a mesma validade que os físicos, porém são ainda mais seguros, já que contam com criptografia de dados.

Ao obter um dos diferentes tipos de certificados digitais, sua empresa poderá realizar operações na internet, como emitir notas fiscais, assinar documentos eletrônicos, declarar imposto de renda e muito mais.

No Brasil, os contratos digitais são regularizados pela Medida Provisória nº 2.200-02, de 24 de agosto de 2001. Portanto, há respaldo da Lei para utilizar a tecnologia ao seu favor.

Por que utilizar um certificado digital?

Quem utiliza um dos diferentes tipos de certificados digitais, consegue realizar operações virtuais com segurança, confiabilidade e custo reduzido.

Além disso, ganha em agilidade, já que não precisará realizar procedimentos burocráticos e até se deslocar para assinar documentos.

Veja só as vantagens de possuir um certificado digital:

  • autenticidade e integridade para as transações realizadas no ambiente virtual;
  • praticidade para assinar documentos no meio eletrônico com mesmo valor de uma assinatura de punho autenticada;
  • maior mobilidade para formalizar processos e negócios a distância, o que aumenta as possibilidades de expandir sua empresa;
  • agilidade na execução de tarefas e gestão de tempo otimizada, já que assinar documentos digitalmente é mais rápido, pode ser feito de qualquer lugar e em qualquer horário.

Vale ressaltar que além de ser vantajoso, em alguns casos possuir algum dos tipos de certificados digitais é obrigatório, como para empresas que emitem nota fiscal eletrônica (NF-e).

o que é um certificado digital

Quais são os tipos de certificado digital e para que servem?

Existem diferentes tipos de certificado digital, cada um com uma finalidade e, geralmente, com validade de um até cinco anos. 

Como atendem a necessidades distintas de empresas é preciso conhecê-los para acertar na escolha. Entenda:

Tipo A (A1, A3, A4): certificado de assinatura digital 

Dentre os tipos de certificados digitais, esse é o mais utilizado, já que serve para autenticar qualquer tipo de documento virtual.

Tem como objetivo principal identificar o assinante, confirmar a integridade dos documentos e comprovar a autenticidade das operações realizadas.

Este modelo de certificado é adequado para profissionais autônomos que precisam enviar documentos digitais assinados, independentemente de sua área de atuação.

Organizações com ampla verificação de documentos também podem usar este certificado para otimizar seu trabalho.

Dentro do tipo A, ainda há diferenças na classificação dos certificados. O A1 e o A3, por exemplo, são usados para emitir notas fiscais. Porém, o A1 é um arquivo e o A3 é uma mídia ou token.

Garanta já o seu certificado digital com emissor de notas fiscais com o Emitte!

Tipo S (S1, S3, S4): certificado de sigilo/confidencialidade

O certificado tipo S é um modelo desenhado para manter a confidencialidade das transações.

Com ele, os dados de um arquivo são criptografados e, a partir daí, só podem ser acessados ​​por meio de um certificado autorizado, o que evita o vazamento de informações.

Por essa razão, é muito mais seguro transmitir informações confidenciais pela rede do que por métodos físicos.

As empresas que precisam trocar constantemente informações confidenciais podem aproveitar essa proteção.

Tipo T (T3): certificado de tempo

Os certificados digitais do tipo T são mais amplamente conhecidos como carimbos de data e hora.

Sua finalidade é comprovar a hora em que o documento digital foi emitido ao indicar a data e a hora em que determinada informação digital passou a existir.

Como esses dados podem ser facilmente alterados para beneficiar uma das partes, por exemplo, em ações judiciais, o Tipo T usa a certificação digital para comprovar o momento exato da liberação do documento e evitar fraudes.

Além disso, esse tipo de certificado pode ser usado com outros para garantir transações mais seguras.

e-CPF

O CPF é o principal documento de identidade da pessoa física. Agora, também existe uma versão digital para garantir a autenticidade das transações eletrônicas realizadas por pessoas físicas.

Por meio do e-CPF, várias operações podem ser realizadas em formato digital, como assinatura de contratos, criação de autorizações online e acesso ao site da Receita Federal.

O e-CPF trabalha com criptografia de dados para fornecer segurança, confidencialidade e integridade de dados. Ele usa a mesma tecnologia do certificado A e pode ser emitido como tipos A1 ou A3.

e-CNPJ

A versão digital do CNPJ é a principal identificação da pessoa jurídica no Brasil, o que garante a autenticidade e integridade das transações da empresa em meio eletrônico.

As organizações com esse tipo de certificado digital podem fazer procurações, firmar contratos, entre outras operações que podem ser realizadas fora do ambiente virtual.

De acordo com as exigências da Receita Federal, somente o responsável direto pelo CNPJ da empresa pode responder ao e-CNPJ. Assim como o e-CPF, utiliza os modelos A1 e A3 para emissão e armazenamento.

NF-e

Quando falamos em tipos de certificado digital da empresa, o mais importante é a NF-e, que é um documento que garante a autoria e validade jurídica da nota fiscal da empresa emitida para o órgão responsável.

Os certificados digitais da NF-e podem ser distribuídos diretamente aos colaboradores sem o compartilhamento do e-CNPJ da empresa, o que traz mais segurança às operações.

É utilizado para assinar e emitir notas fiscais eletrônicas para garantir maior segurança, prevenir qualquer tipo de fraude e atender a todas as exigências do órgão fiscalizador. 

Qual melhor certificado digital A1?

Conclusão

Como vimos, existem diferentes tipos de certificado digital e a escolha dependerá da aplicação e da sua necessidade.

Por exemplo, se você é MEI, o certificado digital e-CNPJ A1 é o mais indicado já que tem como objetivo conferir validade jurídica às suas notas fiscais. Esse certificado pode ser emitido na Emitte por meio de videoconferência!

Ao emitir um certificado digital, você irá garantir autenticidade e segurança para os documentos da sua empresa, e contar com essa tecnologia é cada vez mais importante nos dias de hoje.

emitte-testePowered by Rock Convert