Com a chegada do novo Coronavírus no país, as pequenas, médias e grandes empresas, de praticamente todos os ramos, estão enfrentando grandes desafios e sobreviver à crise é um deles. As medidas de prevenção e contenção da COVID-19 não trouxeram apenas dificuldades no gerenciamento de equipes remotas, mas também sérias consequências financeiras.

Para enfrentar este cenário de incertezas e sobreviver à crise, existem algumas estratégias que podem ajudar os empresários a manterem a produtividade de suas organizações e, consequentemente, garantirem um bom faturamento mensal.

Utilizar a tecnologia a seu favor para manter contato com seus clientes durante esse período é essencial e pode te beneficiar bastante, sendo importante não abandonar o consumidor nesse momento.

Deseja saber como sobreviver a essa crise? Continue lendo o post!

Qual a importância de um planejamento estratégico?

As ameaças a serem enfrentadas pela crise são reais. Como existem riscos que podem ser previstos e outros são inesperados, a necessidade de elaborar um planejamento estratégico é enorme.

Por meio de ações acertadas vai ser possível enfrentar os problemas com eficácia, agindo no foco da adversidade. Assim, os impactos negativos podem ser minimizados.

Segurança e bem-estar

A saúde de seus colaboradores (caso você tenha) vem em primeiro lugar devido às restrições impostas pelo Covid-19. Ao garantir o suporte necessário a seus colaboradores e oferecer materiais de suporte e informativos, você diminui o risco de infecção, assim prevenindo e diminuindo a transmissão da doença.

Com isso em mente, tome medidas que vão lhe ajudar a reduzir os impactos do Covid-19 em seu negócio. Seja cauteloso e lembre-se que mesmo na crise, é possível arrumar soluções que inovem e que ajudem sua empresa a crescer e a sobreviver a crise.

Como a criação de um plano de gestão de riscos é fundamental?

Criar um plano de gestão de riscos é primordial para enfrentar as perdas. Essa gestão pode ser dividida em etapas, o que ajuda todos os funcionários e até mesmo os empreendedores a perceberem com mais clareza quais são dificuldades evidentes e como saná-las. Veja abaixo quais são elas!

  • Identificação — os responsáveis fazem um mapeamento de todos os riscos;
  • Análise qualitativa — o nível de importância de cada um dos riscos e a probabilidade de eles acontecerem é avaliada;
  • Análise quantitativa — é feita uma avaliação dos impactos causados pelos riscos encontrados;
  • Planejamento das respostas — são definidas as ações que podem minimizar os efeitos dos riscos;
  • Monitoramento — os gestores fazem um acompanhamento dos processos de prevenção, para garantir que todas as etapas do planejamento estão sendo colocadas em prática.

Para que o plano de gestão de riscos possa ser realizado com sucesso, a tecnologia é a melhor aliada. Não deixe de usar tudo que estiver à disposição, incluindo ferramentas e plataformas online.

Quais são as melhores dicas para sobreviver à crise?

Gestores de indústrias, comércios e prestadoras de serviços estão passando por um momento difícil. Por isso a criatividade e a agilidade na tomada de decisões fará toda a diferença. Veja a seguir algumas dicas que podem ajudar os empreendedores a manterem seus negócios ativos no mercado!

Organize a parte fiscal e de caixa

Em tempos de crise, as perdas do dia a dia se destacam, sendo que quando tudo está bem, não reparamos isso. Isso é muito prejudicial para sua empresa, pois você vai acabar percebendo quando já for tarde e não houver mais dinheiro em caixa.

O primeiro passo a ser dado é verificar quais são as despesas e as receitas da empresa para os próximos meses. É importante separar cada um dos valores e ao final fazer uma contabilização para ver como está o caixa. Assim você consegue dar prioridade aos gastos fixos e diminuir os custos variáveis.

Sendo assim, é necessário ter boas ideias e ter noção de como reduzir os custos de sua empresa, assim mantendo o controle, mesmo que suas vendas estejam no ápice.

Cortar despesas é uma atividade que você deve tornar rotineira, mesmo durante os bons momentos, pois quanto mais sua empresa custa, menor é seu lucro. Analisando profundamente você vai acabar encontrando desperdícios que podem ser evitados, deixando de utilizar seus recursos indevidamentes.

Uma dica importante é monitorar o fluxo de caixa, pois ele é parte essencial da sobrevivência de sua empresa perante a crise. Você deve saber que ao saber sobre o dinheiro que entra e sai de sua empresa, você acaba por economizar, pois vai evitar despesas desnecessárias.

Reduza os custos por meio da monitoria de processos internos

Em tempos de crise parece que fica mais fácil notar onde estão acontecendo desperdícios. Portanto, nesses casos, adote medidas internas para a redução de custos. Identifique quais as mudanças a serem realizadas e certifique-se de que as medidas estão sendo aplicadas.

Anote todos os gastos, nesse momento você precisa priorizar seu caixa. Identifique todas suas dívidas e lembre-se de que as dívidas urgentes são todas as que vão fazer seu negócio parar de funcionar, então negocie prazos e valores.

Defina metas de curto a longo prazo, de forma objetiva, mantendo o foco e priorizando o valor planejado.

Foque a produtividade

Outro ponto importante é a criação de estratégias para aumentar a produtividade sem gerar mais custos.

Pense em ações de curto prazo que permitam alinhar os processos, a fim de que os seus funcionários sejam mais eficientes. Fazendo isso, os processos se tornam menos burocráticos e mais dinâmicos.

Lembrando que, uma ação de sucesso deve ser feita para buscar o aumento da produtividade, assim eliminando a burocracia. Preste bastante atenção nas etapas desta ação, pois às vezes o que parece ser algo benéfico em primeiro momento, acaba gerando pouco valor empregado na atividade realizada.

O Ideal é investir em atividades que tragam resultados mais rapidamente, como ampliar seu segmento de atuação, ou em algum produto já existente no mercado, lembrando de se atentar às expectativas do seu público.

Identifique novas oportunidades

Aproveite este momento para refletir sobre os serviços que você pode oferecer para seus clientes. É algo extremamente necessário você estreitar um relacionamento saudável com sua clientela.

Períodos de crise levam pessoas a empreenderem menos, gerando menor concorrência, pois sabemos que para uma empresa se estabilizar e começar a dar retorno no valor investido, são necessários em média de 2 há 4 anos e com uma concorrência menor, você poderá analisar seu mercado.

Lembrando que crises são periódicas, com uma duração média de 2 anos, ou seja, o mercado por não estar em seu melhor momento agora, mas isso não significa que vai ser pra sempre.

Quando a crise passar, com certeza sua área de atuação vai se recuperar, e você que conseguiu passar por esta crise, mesmo com essas dificuldades, estará com uma empresa sólida e com isso, terá maiores chances para expandir seu negócio na recuperação da crise.

Portanto, inovar é uma atitude de grande relevância para a sobrevivência das empresas em períodos de crise. Analise com muita cautela todos os serviços do seu portfólio. Identifique quais podem ser oferecidos para os seus clientes e imediatamente faça contato com eles, oferecendo inclusive novos prazos para pagamentos.

E quando a crise passar?

Não temos uma ideia precisa de quando essa crise causada pelo Covid-19 vá terminar, tornando ainda mais importante estar preparado para este momento, pois sobreviver a crise é necessário.

Adaptação é a palavra que vai separar os negócios que vão sair do mercado e daqueles que sairão mais fortes, por isso foque em soluções que possam ajudar o presente momento e no futuro, sendo isso extremamente importante para sua saúde e de seu negócio.

Invista na tecnologia

A tecnologia veio para transformar as relações sociais, sendo um dos principais motivos para otimizar a experiência do cliente.

Há várias ferramentas inovadoras que fornecem soluções otimizadas e personalizadas para cada tipo de consumidor, tornando o contato com sua marca algo inesquecível.

Segundo uma pesquisa realizada pela Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação) em 2020, as empresas tiveram um grande impacto, tendo o crescimento de 7% no PIB nacional.

A real é que quanto mais sua empresa investe em tecnologia, menos efeitos da crise ela vai sentir. Além de eliminar a papelada, agiliza a assinatura de contratos, independente de onde seu contato estiver, tudo através da assinatura digital através do Certificado Digital.

Cada vez fica mais evidente que a transformação digital é uma tendência que vem sendo fortalecida pelo mercado, pois os clientes ficaram mais exigentes, cobrando mais agilidade e qualidade.

Graças a automação de processos, baseados em soluções analíticas, as empresas se tornam cada vez mais certeiras, se tornando possível sobreviver a crise.

Conclusão

Enfim, com um bom planejamento estratégico é possível sobreviver à crise, seja ela uma crise econômica, política ou até mesmo de saúde.

O importante é dedicar-se e minimizar os impactos explorando novas oportunidades e usando a tecnologia a seu favor.

Quando se empreende por oportunidade e não por necessidade, seu negócio acaba por atingir o sucesso imediatamente, pois o ideal é ter uma proposta diferenciada que atenda a demanda de seus clientes, assim evitando perder lugar no mercado.

Se você gostou das dicas, curta nossa página no Facebook e tenha acesso a outros conteúdos!

emitte-testePowered by Rock Convert