Primeiramente, o mundo dos negócios é concorrido e as fatias de mercado são muito disputadas, afinal, em alguns setores não há margens para erros e somente as empresas mais preparadas sobrevivem ao longo do tempo. Possuir um planejamento tributário eficiente, com certeza, coloca uma pessoa jurídica em ampla vantagem competitiva.

Trazemos para você o conceito desse tipo de planejamento neste artigo. Ao lê-lo você saberá quais são as vantagens proporcionadas. Avançando na leitura, você conhecerá meios de alcançar esse objetivo, podendo colocar sua empresa frente as demais concorrentes e ter ganho de escala. Confira!

O que é planejamento tributário?

Esse tipo de artifício constitui uma prática de excelência na gestão fiscal. As empresas que se valem do planejamento tributário usufruem de grande vantagem. Isso se dá pela redução de custos obtida por meio do menor pagamento de imposto. Sim, isso mesmo: o planejamento quanto ao pagamento de tributos permite uma menor carga fiscal.

Dessa forma, a empresa que incorre nessa exímia prática consegue auferir mais retorno sobre seus produtos e serviços. Pode, inclusive, optar por aplicar essa vantagem de ganho de duas formas: em um primeiro momento, pode aumentar seu lucro, já que uma quantidade menor de dinheiro sairá do caixa para o pagamento dos tributos.

A outra forma é optando por aplicar essa margem de redução ao preço final de seus produtos no mercado, tornando-os mais baratos. Isso proporcionará à empresa grande vantagem frente aos concorrentes, ao passo que seu produto mantém as mesmas características com o diferencial de custar menos ao consumidor final. Essa prática permitirá ganho de escala e aumento da fatia de mercado.

Dessa forma, o resultado pode (e deve) ser alcançado inclusive com a utilização de ferramentas inteligentes já existentes. Isso inclui o uso de novas tecnologias voltadas para um planejamento que possua excelência. Além disso, é imprescindível contar com uma boa equipe de gestão contábil.

Quais são as vantagens de fazer o planejamento tributário?

Primeiramente o ganho de escala provocado pelo aumento das margens de lucro não é o único ganho das empresas que optam pelo planejamento fiscal. A seguir listamos outros ótimos ganhos com o uso recorrente do planejamento tributário.

Não pagamento de impostos indevidos

Com uma das legislações fiscais mais truncadas e complexas do mundo, é comum que as empresas paguem impostos além do que realmente é exigido. Isso ocorre também por falta de planejamento. Para se ter uma ideia do problema, até mesmo empresas optantes pelo regime tributário Simples Nacional (que foi criado para simplificar) incorrem em pagamentos tributários indevidos.

Um planejamento tributário pode ajudar a sanar esse problema, que é um verdadeiro dreno de recursos. Com isso, a saúde financeira da empresa permanece otimizada e seu fluxo de caixa torna-se mais saudável.

Conformidade legal

Infelizmente, algumas empresas optam pela redução no pagamento de imposto por uma via não legal. Isso é crime e deve ser uma prática repreendida. Um planejamento fiscal é a correta forma de buscar uma redução no pagamento de tributos. Assim, a empresa permanece idônea e suas atividades prosseguirão sem problemas.

emittePowered by Rock Convert

Menos burocracia

A legislação já repleta de obrigações fiscais pode ser otimizada com um planejamento. Datas de entrega de documentação e a organização desses documentos ajudam a ganhar tempo, evitando burocracias com retrabalhos no futuro.

Imunidade a multas

Imediatamente com todos os passos bem programados, a possibilidade de aplicação de multas é reduzida consideravelmente. Fica muito mais difícil errar por omissão, prática frequentemente vista no meio empresarial brasileiro.

Como ter um bom planejamento fiscal?

Sendo essa a via legal de redução de carga tributária, vale acompanhar as opções existentes a fim de atingir esse objetivo. Aproveitar a oportunidade trazida pelo planejamento é uma prática inteligente. Acompanhe a seguir alguns meios de obter uma boa execução de planejamento fiscal.

1. Amplo conhecimento sobre os impostos incidentes

A ação inicial deve conhecer bem os impostos que são cobrados sobre os produtos e serviços oferecidos pela empresa. Apenas tomando pleno conhecimento sobre a carga tributária incidente será possível partir para a elaboração de um planejamento eficiente. Nesse estágio, vale contar com todo o apoio da equipe contábil contratada.

2. Escolha do regime de tributação

É essencial escolher aquele que trará maiores benefícios financeiros. E isso só pode ser alcançado com uma análise minuciosa das vantagens e desvantagens que cada regime disponível oferece.

3. Governança tributária

Mesmo sendo um conceito ainda pouco difundido no Brasil, vale bastante a pena incutir no pensamento dos colaboradores da empresa a busca pela governança tributária. Todavia, devem ser incluídos como visão estratégica da empresa os valores que concorrem para o alcance deste objetivo. Todas as ações da empresa devem ser voltados para a busca constante da excelência fiscal, pois vai impactar no planejamento tributário.

4. Elisão fiscal

Elisão fiscal é o nome dado à busca pela redução de custos por meio de um planejamento financeiro. É previsto em lei e bastante incentivada pelo fisco. Portanto, busque-a e nunca a confunda com sonegação fiscal, que é a redução do imposto pago por meio de práticas criminosas. Aja sempre de acordo com a lei e evite problemas futuros.

5. Busca por incentivos e isenções fiscais

Frequentemente são anunciados estímulos fiscais vindos do Governo. Esteja sempre atento e anuncie a intenção a toda a equipe. Desde o início da operação da empresa, tais incentivos devem ser buscados. Sempre que disponíveis, devem ser aproveitados.

6. Acompanhamento próximo do departamento financeiro

Contudo, fique sempre de olho nas margens de lucros, na receita corrente da empresa e, claro, nas despesas. O acompanhamento frequente do departamento financeiro permitirá uma completa visualização de todo o fluxo de caixa, permitindo uma tomada de decisão mais acertada em relação ao planejamento fiscal estipulado.

Por fim, para uma empresa ter sucesso no mercado, várias práticas devem ser levadas em consideração. Uma das mais importantes certamente é ter um bom planejamento tributário. Para alcançar esse objetivo, é preciso dispor de uma boa equipe contábil e se recomenda fazer uso das tecnologias disponíveis. Assim, as chances de pleno sucesso tornam-se muito maiores.

Precisa de orientação para efetuar seu próprio planejamento? Entre em contato e fale com um de nossos consultores para saber como podemos ajudar!