Organizar clientes é um dos fundamentos de uma boa gestão financeira empresarial, não importa o tamanho da empresa ou o seu nicho de atuação no mercado. Afinal, é a partir da carteira de consumidores que o negócio tira o seu sustento e o capital para investir nos aspectos necessários para se expandir.

Por isso, preparamos este conteúdo para que você conheça as melhores práticas sobre como organizar clientes de sua empresa de forma prática e eficiente. Continue a leitura do artigo para saber mais sobre o assunto!

1. Conheça o perfil de compra de cada cliente

Para organizar clientes da maneira correta, o primeiro passo é fazer uma boa análise do perfil de toda a sua base de consumidores, isto é, conhecer o comportamento de compra para saber como segmentar a abordagem para cada indivíduo.

Por exemplo, o ticket-médio é um parâmetro importante na hora da organização da carteira de clientes, mas o histórico de interações e a frequência de consumo são aspectos que não devem ser ignorados, pois são fundamentais para:

  • Agendar reuniões;
  • Definir o tipo de abordagem na comunicação;
  • Elencar prioridades;
  • Pesquisas mercadológicas;
  • Melhorias em produtos ou serviços;
  • Levantamento de dados para planejar estratégias de marketing;
  • Fazer o cross sell e o follow-up.

Entre outras ações relevantes.

2. Analise sua cartela de clientes periodicamente

Se há um erro que muitos gestores cometem por falta de experiência é priorizar a análise de somente os clientes ativos da base, ou seja, aqueles que compram com bastante frequência. É imprescindível observar todos os consumidores com a atenção especial que eles necessitam, pois isso ajuda a detectar sinais de inatividade.

Um gestor que se preocupa em ser produtivo, competitivo e alinhado às expectativas do mercado, deve organizar clientes de modo que cada detalhe dos consumidores sejam levados em consideração, como:

  • Épocas de menor e maior consumo;
  • Motivações de compra;
  • Dores e ambições;
  • Dados de contato;
  • Área de atuação profissional.

Afinal, um cliente mal gerenciado tende a se tornar inativo com o decorrer do tempo. Os sinais de sua intenção podem ser notados nas compras cada vez menores ou em sua nítida falta de interesse por reuniões de negócios.

3. Organize clientes por categorias

A chave para o sucesso de qualquer empreendimento é uma gestão eficiente a ponto de reduzir os riscos envolvidos em qualquer projeto ou ação. Dado o contexto, considere organizar clientes em diferentes categorias, pois essa é uma ótima forma de elaborar estratégias personalizadas para cada departamento e fornecer aos profissionais de venda informações cruciais, como:

  • Evasivos — aqueles que não fecharam negócio e acabaram recorrendo à concorrência;
  • Pretendidos — até chegaram a demonstrar interesse por seu produto ou serviço, mas ainda não tomaram uma decisão de compra;
  • Inativos — já compraram alguma solução de seu negócio, mas não voltaram a negociar novas oportunidades;
  • Ativos — já realizaram uma compra e continuam demonstrando sinais de que fecharão novos negócios.

Embora essas categorias sejam as mais comumente utilizadas, é possível que existam alternativas mais abrangentes, dependendo da natureza de sua empresa e o perfil comportamental de seus consumidores.

4. Utilize as metodologias adequadas

Organização é a palavra-chave, correto? Portanto, considere utilizar metodologias comprovadamente eficientes em termos de gerenciar os processos operacionais da empresa.

emitte-testePowered by Rock Convert

Exemplos como o método SCRUM, o Kanban e o tradicional Pomodoro, são apenas algumas das possibilidades de aplicar técnicas que podem melhorar a sua gestão a ponto de impactar nos resultados do negócio, tornando a sua marca muito mais competitiva.

Não importa se você prefere organizar clientes por meio de planilhas, cadernos ou com o auxílio de ferramentas tecnológicas modernas, o importante é jamais perder o controle das informações ou abrir mão de processos ágeis e produtivos.

5. Utilize um bom software para organizar clientes

Para colocar todas as dicas anteriores em prática com muito mais praticidade e, ainda, com os benefícios da tecnologia de automação a seu favor, utilize um bom software de gestão para organizar clientes.

Hoje em dia, graças ao processo de transformação digital pelo qual a sociedade moderna está passando, podemos contar com uma infinidade de ferramentas que oferecem recursos indispensáveis para a gestão financeira e tributária da empresa.

Por exemplo, um software de contabilidade conta com uma série de funções não apenas para organizar clientes, mas também para otimizar diversas questões importantes da gestão empresarial, tais como:

Entre muitos outros recursos fundamentais para que a sua empresa tenha vantagem competitiva sobre a concorrência.

6. Mantenha o cadastro de clientes sempre atualizado

Por fim, mas não menos importante, é preciso manter a organização da carteira de clientes. Ou seja, ter disciplina e criar o hábito de atualizar periodicamente os dados a respeito de seus consumidores.

É muito mais fácil manter as informações de clientes organizadas do que negligenciar essas questões por muito tempo e, nos momentos que você mais precisar, acabar se deparando com um banco de dados ineficiente.

Por exemplo, na hora de fazer o follow-up de um cliente antigo, mas que voltou a se relacionar com o seu negócio recentemente, caso o e-mail esteja desatualizado, ele não receberá os seus e-mails ou mensagens de contato. Isso gerará um grande déficit em toda a estratégia de pós-vendas, e o mesmo princípio se aplica a qualquer outro departamento do negócio.

Como você pôde contemplar neste conteúdo, as dicas para organizar clientes abordadas no decorrer do texto contribuem diretamente com a melhoria dos processos operacionais. Uma gestão empresarial bem estruturada impacta nos resultados e ajuda a melhorar a experiência de consumo dos clientes, consolidando o negócio em seu mercado de atuação.

Este post sobre as melhores práticas para organizar clientes foi útil para você? Então que tal compartilhá-lo nas redes sociais para que seus colegas empreendedores também possam usufruir dos conhecimentos abordados no material?