Ao longo da história, a agricultura ganhou diversos melhoramentos para facilitar e aumentar a produção, além de otimizar os demais processos que envolvem o agronegócio. Hoje, vivemos uma era realmente tecnológica, na qual diversos dispositivos e sistemas estão presentes nas mais variadas áreas do nosso dia a dia. Desse modo, a tecnologia na agricultura deu um salto nos últimos anos e apresentou uma série de facilidades para o empresário do campo.

Essas oportunidades tecnológicas podem, se usadas corretamente e em conjunto, aumentar a produtividade, garantir a eficiência no uso de materiais, reduzir gastos, melhorar a segurança dos trabalhadores, entre muitos outros benefícios. Todo esse conjunto de ferramentas, sistemas automatizados e técnicas forma o que é chamado de agricultura 4.0, ou seja, a quarta revolução passada pela atividade.

Veja, agora, algumas das melhores soluções para otimizar os processos da sua empresa agrícola!

Irrigação tecnológica

Com a crescente falta de água e a preocupação com o meio ambiente, é necessário ficar de olho e gerenciar muito bem o uso da irrigação. Para reduzir gastos e evitar o desperdício, foram criados sistemas de telemetria que possibilitam o controle remoto e mais preciso da rega.

Esses softwares economizam água, otimizam o tempo e reduzem o gasto de combustível e o desgaste dos equipamentos. Além disso, é possível aplicar a irrigação de taxa variável — Variable Rate Irrigation (VRI) — ao reunir informações meteorológicas e de umidade.

Sensores

Esses aparelhos são essenciais para a interação com sistemas automatizados e maquinário inteligente, além do acompanhamento constante pelos gestores. As informações trazidas pelos sensores podem servir para avaliar as condições do solo, umidade, temperatura, fertilidade das plantas, condições meteorológicas, infestação de pragas, entre muitos outros dados conforme a finalidade de cada equipamento.

Tudo isso será refletido em um melhor planejamento e na otimização dos recursos para redução de custos e aumento de produtividade.

Drones

Eles são pequenos helicópteros pilotados por controle remoto e equipados com câmera. Um recurso muito útil para o monitoramento da lavoura, já que podem ser personalizados de acordo com a necessidade do negócio agrícola e têm um investimento relativamente baixo.

Os drones conseguem vigiar a lavoura e os animais, melhorar a pulverização, além de detectar a presença de pragas, o estresse hídrico e a deficiência nutricional de partes da plantação.

Internet das Coisas

De maneira simplificada, essa é a tecnologia que produz equipamentos específicos ligados à internet, a fim de usar as informações da rede em conjunto com dados do solo, das máquinas, da localização geográfica, entre outros, para executar certas ações ou prover previsões.

Isso facilita e agiliza muito as tomadas de decisão para o melhor aproveitamento dos recursos. Os dispositivos podem ser encontrados com as mais diferentes funções, a depender das necessidades específicas de cada cultivo.

Novas máquinas agrícolas

Alguns dos equipamentos conhecidos pelo produtor rural também passam por melhorias e trarão novidades para o setor em breve. Existem pesquisas na indústria automotiva e a previsão é de que daqui a, no máximo, 10 anos possam ser encontrados tratores autônomos, ou seja, que não necessitem de motoristas.

Para isso, eles contarão com diversas câmeras, detectores de obstáculos e GPS. Assim, poderão ser feitas operações 24 horas com maior precisão, o que aumenta consideravelmente a produtividade.

Atualmente, já é possível dispor de semeadores e colheitadeiras que trabalham com mais rapidez, potência e qualidade. Elas trabalham com sensores e sistemas internos que regulam a velocidade e os acessórios de acordo com as condições do solo onde estiverem operando.

Dessa forma, esse maquinário trabalha de maneira automatizada, reduzindo a perda de grãos, por exemplo, e garantindo maior eficiência.

Big Data

Esse é um conceito que envolve a captação, o armazenamento, a organização e a análise de uma grande quantidade de dados por softwares e usa os resultados para melhorar diversas áreas do negócio.

Apesar de parecer complicado, ele pode ser muito útil, já que tem uma enorme capacidade de avaliar milhares de informações sobre o solo, o clima, as últimas safras, entre muitos outros. Isso facilita a tomada de decisão sobre onde investir os recursos e como prevenir-se contra ameaças e projetar o uso de materiais, como defensivos.

Biotecnologia

As informações trazidas por sensores, Internet das Coisas, Big Data, entre outros recursos, podem influenciar o desenvolvimento das plantas. De acordo com dados sobre a maneira como as pragas afetam a lavoura, é possível direcionar aplicações de defensores e realizar modificações genéticas, proporcionando o crescimento com mais produtividade e qualidade.

Os transgênicos já fazem parte de diversas operações e muito mais ainda está por vir, pois muitos cientistas se desdobram para conseguir sementes melhores e saudáveis.

Sistemas de gestão

Os processos referentes à administração do negócio também são afetados pela tecnologia na agricultura. Afinal, o gerenciamento deve ter mais precisão, evitar erros e ser mais ágil, sem comprometer a qualidade do trabalho. Quanto maior a produção, mais trabalho no escritório, sobretudo nos setores financeiros.

A emissão de notas fiscais é uma dessas atividades que podem ser trabalhosas e, por isso, necessitam de sistemas de automação que facilitem a vida do contador.

Antes, havia a necessidade do uso de cadernos, planilhas e muitas pastas no computador. Atualmente, por meio desses softwares, as notas fiscais podem ser recebidas, emitidas e organizadas de modo muito mais prático e automático.

Não é mais necessário um computador para fazer essa gestão. Com um sistema, como o Emitte, esse trabalho é feito via aplicativo no celular de qualquer lugar, afinal, os dados ficam disponíveis na nuvem. Tudo isso com um layout simples e rapidez, o que libera o seu precioso tempo.

Neste post, você pôde ver como a tecnologia na agricultura pode ser uma grande aliada para a melhoria da eficiência do seu negócio, com aumento de produtividade, mais precisão nas decisões, monitoramento de dados e otimização de processos administrativos.

Com isso, você pode ter mais lucratividade, conceder melhores benefícios aos trabalhadores, expandir a empresa e ter mais tempo para usar em seu benefício. Portanto, não tenha medo das inovações, atualize-se constantemente e garanta a competitividade do seu negócio.

Se você gostou deste texto sobre tecnologia na agricultura e tem interesse em melhorar o seu processo de gestão de notas, entre em contato com o Emitte e saiba como podemos atender às suas necessidades!