Atingir bons resultados em uma fazenda exige inúmeros investimentos e ações de acordo com o ramo. Seja criação de animais ou plantio, o planejamento rural deve ser uma premissa.

Isso porque, a organização contribuirá com a gestão, reduzindo custos e aumentando a produtividade. Com o objetivo de ajudá-lo a obter sucesso em seu negócio, vamos mostrar neste post detalhes imprescindíveis do assunto. Confira!

Descubra o que é o planejamento rural

O planejamento rural consiste na administração de todos os recursos referentes ao funcionamento de uma fazenda, passando pelos pagamentos dos funcionários e também custos e lucros.

Assim, trata-se do gerenciamento organizacional, sendo essencial para manter as contas em dia tão quanto as compras necessárias para o devido funcionamento da produção.

O produtor rural precisa se planejar porque existem muitas atividades que requerem tempo e olhar estratégico.

Quem cria gado de leite, por exemplo, necessita plantar milho para fazer a silagem em um determinado mês do ano, já planejando a colheita que vai auxiliar na produção. Ou seja, sem organização o negócio falha nas etapas e também no resultado final.

Agora que você já está por dentro do tema, vamos apresentar algumas práticas que devem conter no seu checklist.

Conheça os custos de produção

A primeira dica é o pilar do planejamento rural. Para atingir bons lucros, é preciso conhecer os custos de produção.

Nesse sentido, a definição dos objetivos é fundamental. Elabore planilhas com todas as entradas e saídas e analise frequentemente o orçamento.

Saiba quais são os custos fixos, variáveis, os investimentos que poderão acontecer etc. Dessa maneira, as tomadas de decisões serão mais certeiras e com melhores resultados.

Faça o mapeamento do processo produtivo

Como o agronegócio envolve vários setores da economia para a manutenção de uma fazenda, nada melhor do que o mapeamento do processo produtivo.

Trata-se de uma análise aprofundada do seu negócio, com projeções sobre os riscos, como mudanças climáticas, avaliações financeiras, operacionais e de produção.

O mapeamento faz com que o planejamento rural fique mais estruturado, com o devido monitoramento para evitar percalços na gestão.

Planeje o calendário agrícola

Sem o planejamento rural, o agronegócio não flui. Isso porque, cada segmento necessita de inúmeras variáveis, como tempo de plantio, colheita, variações nos preços do leite, arroba do boi, cotação da soja etc.

Com o planejamento do calendário agrícola, é possível aumentar a produtividade, pois haverá o devido aproveitamento das condições climáticas e também do solo, independentemente de qual seja a cultura.

É uma atitude que influencia nos valores de compra e venda tanto dos insumos quanto do que se produz, influenciando na rentabilidade.

Invista em softwares especializados

Atualmente, qualquer negócio necessita de softwares para a realização de uma boa gestão.

Seja para emitir notas fiscais, para acompanhar as evoluções da cultura ou para organizar as entradas e saídas, a tecnologia é uma aliada no planejamento rural.

Portanto, conte com uma empresa que tenha credibilidade no mercado e que ofereça produtos de qualidade para auxiliá-lo em sua fazenda.

Seguindo as nossas dicas, certamente a sua propriedade sempre estará atingindo os resultados previamente definidos. Afinal, o planejamento rural previne problemas e antecipa decisões focadas nas boas práticas.

E aí, gostou de aprender sobre planejamento rural? Aproveite e leia agora o nosso artigo que explica sobre o e-social voltado ao agronegócio!