De antemão, existem diversas opções de emissão da nota fiscal de venda MEI. O correto é utilizar aquela que melhor atende as necessidades do negócio. Dependendo da opção escolhida, alguns passos obrigatórios devem ser seguidos. Um deles é escolher o sistema emissor de notas — nesse momento, a escolha pode fazer toda a diferença.

Antes de mais nada, este artigo vai mostrar a você o que significa cada tipo de nota fiscal aplicada a um microempreendedor individual. Lendo-o, você conseguirá definir qual tipo é melhor. Além disso, será apresentado um passo a passo de como fazer a emissão de uma nota fiscal do tipo eletrônica. Se você quer aprender tudo sobre o tema, então prossiga na leitura!

Quais os tipos de notas fiscais de venda MEI existem?

Existem basicamente três tipos de notas fiscais possíveis de serem emitidas por um microempreendedor. Uma delas é a nota fiscal avulsa, mas nem todos os estados a emitem. Ela serve como uma emissão pontual, quando a MEI não emite nota de forma recorrente. Sua forma eletrônica é outra modalidade possível, tendo o mesmo efeito que a nota física.

Há também a nota fiscal de venda ao consumidor. Também trata-se de um documento físico e deve ser utilizada quando ocorre a venda de alguma mercadoria. Sua impressão só deve ser feita após autorização da SEFAZ estadual.

Por último, existe a nota fiscal eletrônica. Um MEI não é obrigado a emiti-la. Porém, caso decida fazê-lo, deve seguir os mesmos procedimentos que uma empresa de maior porte precisa fazer.

Quais são os passos para emissão de nota fiscal de venda MEI?

Para começar a emitir notas fiscais é necessário primeiro identificar qual tipo de nota será necessária ao negócio em questão. Deve-se saber se a nota atenderá a venda de produtos, serviços ou ao consumidor.

Logo após é necessário adquirir um certificado digital. É ele quem dará autenticidade à operação e à nota fiscal emitida.

Feito isso, é necessário realizar um cadastro junto ao Governo para ter permissão de emissão de notas. Existe uma diferença no cadastro a depender se a atividade é comerciária ou de prestação de serviços.

Com todos esses passos completados, chega o momento de escolher por um software de emissão de notas fiscais. Pode-se optar pelo sistema gratuito oferecido pela prefeitura da cidade ou pela SEFAZ do estado.

Outra opção é adquirir um sistema próprio emissor de notas fiscais que é interligado ao Governo. Nessa opção, a emissão é personalizada às necessidades da empresa e vários processos são automatizados. Isso gera ganho e produtividade.

Os sistemas de emissão de nota fiscal de venda MEI gratuitos possuem várias limitações. Isso é contornado com o sistema de emissão de notas da Emitte. Com ele, você pode se concentrar no seu negócio principal enquanto a tarefa de emissão de notas é automática. Além disso, a guarda das notas é mais segura, pois acontece na nuvem. Mesmo que ocorra problemas em seu computador, as notas estarão a disposição.

Entendeu o processo de emissão de notas? Entre em contato conosco e conheça a agilidade de nosso sistema de emissão!

emitte-testePowered by Rock Convert