Um produtor rural tem diversas obrigações legais e fiscais, uma delas é o livro caixa do produtor rural, que é uma obrigação a ser cumprida junto ao governo federal.

Ele existe desde 2001 e pode ser descrito como o cálculo entre as movimentações financeiras da propriedade rural como, por exemplo, entrada e saída de valores. Essa movimentação deve considerar determinados períodos como diário, mensal e anual.

Como muito produtores ainda têm dúvidas sobre como preenchê-lo, criamos esse post que traz todos os elementos necessários para o correto preenchimento do livro caixa. Acompanhe a leitura!

Legislação

Antes de falar sobre o preenchimento, é importante falar um pouco sobre a legislação. Isso porque, em 24/07/2019, foi publicada a Normativa RFB Nº 1903, que instituiu o livro caixa digital do produtor rural.

Além do formato se adequar à tecnologia, outras mudanças também estão presentes na normativa. Entre elas, a mudança dos limites de receita bruta de R$ 7.200.000,00 para R$ 4.800.000,00 a partir de 2020.

Vale lembrar também que o livro caixa digital precisa ser escriturado e assinado com o uso de um certificado digital e entregue dentro do prazo estipulado pela Receita Federal.

Informações

Há algumas informações que devem constar necessariamente no livro caixa do produtor rural. Conhecê-las é o primeiro passo para entender melhor o processo e, principalmente, para se organizar melhor.

Cabe dizer também que o livro caixa é um processo de organização diário, ou seja, não é algo que deve ser preenchido de tempos em tempos.

Em um paralelo, podemos dizer que é uma rotina parecida com um lojista que precisa controlar o seu fluxo de caixa para garantir a segurança financeira do seu negócio. Então, vamos conhecer agora algumas informações que devem estar presentes no livro caixa do produtor rural!

Identificações

Algumas identificações são obrigatórias na hora do preenchimento como a identificação do imóvel, rural, da conta bancária, dos documentos utilizados nas movimentações financeiras (nota fiscal, recibo, folhas de pagamento, faturas, contratos). Também é necessário constar o CNPJ ou CPF do produtor.

Receitas

As receitas são parte importante do livro caixa por serem o ponto de partida para o restante das movimentações financeiras da propriedade rural. Tanto para fins de registro como para organização, é fundamental preencher o livro com todas as informações referentes às receitas obtidas.

Para o governo, os valores da receita servem para realizar classificações, calcular impostos, entre outras questões.

Aqui é válido frisar que as formas de receita mudam conforme o tipo de negócio desenvolvido na propriedade e também podem variar conforme questões específicas. Há propriedades que têm um volume de receitas mensal parecido em todos os meses do ano.

E não há melhor maneira de fazer isso do que o acompanhamento diário da entrada de valores na propriedade rural, estando assim mais ciente da saúde financeira dela.

Despesas de custeio

Assim como existem receitas, é natural que haja despesas também. É notório que uma propriedade rural conta com diversos tipos de despesas como matéria-prima, produtos específicos para a produção, obrigações trabalhistas, manutenção, fornecedores, entre muitos outros.

Elas podem variar conforme o tamanho e o tipo de produção, por isso é tão importante conhecer os detalhes de cada negócio.

Também é crucial compreender a diferença entre despesas fixas e variáveis, as quais podem mudar conforme o período, safra e demais questões cotidianas do meio rural.

Investimentos

Realizar investimentos também faz parte do dia a dia de um produtor, já que a modernização no meio rural é cada vez maior e garante mais qualidade no trabalho em geral.

Um cálculo bem-feito entre despesas e receitas facilita a previsão do montante de investimentos que podem ser feitos e garante que eles aconteçam dentro da realidade financeira do produtor.

Há outros tipos de investimento como aportes financeiros para valorizar o dinheiro ganho, os quais normalmente são feitos junto a bancos e ou corretoras e também devem estar presentes no livro caixa, pois representam uma movimentação financeira.

Ajuda profissional

Contar com ajuda profissional é uma forma bastante utilizada por diversos produtores para preencherem o livro caixa da forma correta e com a segurança necessária para garantir o correto preenchimento das obrigações fiscais.

Isso pode ser feito com ajuda de um contador ou de uma consultoria e se torna um excelente investimento.

Uso da Tecnologia

Da mesma forma que a ajuda profissional, a tecnologia é outra grande aliada na hora de preencher o livro caixa do produtor rural.

Existem plataformas que possibilitam um controle financeiro em tempo real, facilitando assim o registro de entradas e saídas e a maneira com a que a organização é feita.

É um auxílio e tanto porque representa aumento da produtividade, além de facilitar a exportação de dados para a entrega de documentos legais.

Agora que você já sabe as principais informações do livro caixa do produtor rural, terá mais facilidade na hora de preenchê-lo. Ainda pode usar esse post como fonte de pesquisa caso as dúvidas surjam.

Você conhece o sistema Emitte? Com ele você gera suas notas fiscais de maneira simples e tem mais segurança nesse processo. Entre em contato e veja em detalhes como ele pode ajudar você!