Você quer melhorar a lucratividade da sua empresa e evitar desperdício de dinheiro? Então é preciso saber como realizar uma gestão de estoque eficiente. 

Afinal, estoque parado significa dinheiro parado, sem mencionar os custos de armazenagem de produtos. Por isso, quando o assunto é organizar e controlar o estoque, toda atenção é necessária.

A boa notícia é que existem métodos e dicas que podem te ajudar a otimizar esse processo, reduzir custos e garantir maior segurança aos produtos da empresa. Descubra no artigo!

Aprenda a como calcular o Custo das Mercadorias Vendidas (CMV)

O que é gestão de estoque e o que ela abrange?

A gestão de estoque é a parte da logística responsável pelo controle e organização dos produtos existentes na empresa.

Trata-se da forma como a empresa se organiza para controlar suas mercadorias de forma que supra as demandas e necessidades dos clientes, dentro de um determinado período. 

Portanto, é um planejamento estratégico que compreende as necessidades atuais para traçar ações assertivas.

O gerenciamento de estoque abrange todas as operações destinadas a regular o fluxo de produtos de uma empresa.

Essa área é responsável por garantir que o custo de manutenção do estoque seja minimizado, porém, sem interferir nos serviços prestados aos clientes.

Como a gestão de estoque ineficiente prejudica sua empresa?

Você sabia que uma gestão de estoque ineficiente pode comprometer o resultado financeiro da empresa?

Isso acontece, pois a falta de uma boa organização de estoque pode te levar a cometer os principais erros relacionados ao assunto. São eles:

  • acúmulo de estoque: além dos gastos envolvidos no armazenamento dos produtos, também há riscos de desperdício em casos de produtos com data de validade;
  • ausência de controle de giro dos produtos: deixar de controlar as movimentações da mercadoria pode gerar problemas de indisponibilidade de itens e prejudicar o fluxo de vendas;
  • falta de planejamento de estoque: não planejar a compra de acordo com as quantidades necessárias e o tempo de venda de mercadoria gera desperdício e prejuízo;
  • compras excessivas: quando você não sabe a necessidade real de cada item, é difícil estimar quanto precisa comprar de cada produto.

Por outro lado, quando a sua empresa realiza uma boa gestão de estoque consegue diminuir custos, reduzir perdas e desperdícios, realizar um controle de mercadorias eficiente e ter melhor organização na hora de repor produtos.

O que é o giro de estoque e como é realizado o cálculo

métodos para administração de estoque

Métodos de avaliação e gestão de estoque

Existem diferentes métodos para realizar o gerenciamento de estoque. Conheça os principais:

PEPS – “Primeiro a entrar, primeiro a sair”

Este é um dos métodos de gerenciamento de estoque mais usados ​​nas empresas atualmente. Ele segue o princípio de que o item mais antigo em estoque deve ser vendido primeiro

Suas vantagens incluem controlar a eficácia dos produtos, reduzir perdas e aproximar o custo de cada produto do seu custo real, pois o cálculo é do produto mais antigo para o mais novo.

Além disso, o PEPS facilita outros processos logísticos que são essenciais para o crescimento do negócio, como o relacionamento com fornecedores, redução de custos operacionais e qualidade da entrega.

UEPS – “Último a entrar, primeiro a sair”

A UEPS possui uma lógica inversa em relação ao método anterior. Neste caso, o produto adquirido mais recentemente deve ser disponibilizado para vendas primeiro.

A estratégia funciona para itens duráveis, mas não é recomendada para empresas que comercializam produtos perecíveis. Nessas circunstâncias, os gerentes precisam prestar mais atenção à rotatividade do produto.

Média Ponderada Móvel

Também conhecido como Custo Médio, esse método prevê a atualização dos valores do estoque sempre que houver entrada de novos itens por meio de um cálculo de média ponderada.

Portanto, o valor médio é a soma do valor do produto antigo e o do produto novo dividido pelo número total de itens em estoque.

O resultado consiste no custo médio por produto e deve ser usado para calcular as tributações da empresa!

Para que a estratégia ofereça todos os benefícios possíveis, o modelo de negócios da empresa deve ser considerado cuidadosamente antes de usar este método.

Just in Time – “No momento exato”

Este método consiste em manter os níveis de estoque na menor quantidade possível de acordo com a demanda do mercado.

A vantagem é que ajuda a reduzir custos com compra de produtos e armazenamento. Contudo, exige um acompanhamento rigoroso por parte dos gestores para evitar que a empresa perca boas oportunidades de vendas devido a estoque insuficiente.

Também é crucial contar com bons fornecedores que prestam serviços com agilidade e na frequência necessária para que o método funcione bem.

Atenção! Os únicos métodos de gestão de estoque aceitos pelo Ministério da Fazenda na contabilização e comprovação de custos da Receita Federal são o PEPS e a Média Ponderada Móvel.

Dicas para reduzir perdas e otimizar sua gestão de estoque

O primeiro passo para otimizar o gerenciamento de estoque e evitar desperdícios é selecionar um método que esteja de acordo com a rotina organizacional da empresa.

É importante realizar uma análise estratégica do modelo de negócio para identificar qual dos métodos atende as necessidades e as características organizacionais da companhia.

Além disso, usar tecnologia para controlar o estoque também é de grande ajuda. Sistemas de gestão ajudam a otimizar tempo, evitar erros humanos e possibilitam um controle mais eficiente.

Controle das vendas e notas fiscais: peça chave no processo

A nota fiscal é um importante documento para a empresa, que além de ajudar a controlar as vendas, também está diretamente atrelada a um controle de estoque eficiente. 

Ela é o comprovante de que a mercadoria foi retirada do estoque e que o dinheiro entrará no caixa da empresa.

Porém, vamos supor que você realize uma venda, mas demore para emitir nota fiscal por ser um processo que realiza manualmente. 

Isso pode desencadear alguns problemas no gerenciamento do estoque! Por exemplo, é possível que você venda o último item disponível, mas ao demorar para atualizar o sistema, registre uma nova venda de um produto que já não está mais em estoque.

Outra situação problema é no caso de devoluções de mercadorias. Se o cancelamento da nota de saída e a criação da nota de entrada do produto não for eficiente, você poderá perder oportunidades de venda ou até esquecer esse item parado no estoque.

Além disso, o próprio lançamento de notas fiscais de forma manual é um processo lento e propenso a erros, o que resulta na perda de produtividade.

Já ao automatizar a emissão de notas fiscais, fica mais fácil cruzar as informações das vendas com o sistema de gerenciamento de estoque. Muito mais produtividade, controle e praticidade para a empresa!

Controle suas vendas e notas fiscais com o Emitte. Teste gratuitamente e conheça!

Qual é o objetivo da gestão de estoque?

Conclusão

A gestão de estoque é crucial para qualquer empresa, já que pode impactar o futuro do seu negócio no mercado.

Afinal, essa é uma área que interfere diretamente na lucratividade e produtividade da empresa. 

Por outro lado, quando há um bom gerenciamento de mercadorias, é possível reduzir custos e desperdícios, além de otimizar os resultados das vendas.

emitte-testePowered by Rock Convert