A agropecuária é um setor extremamente importante para a economia brasileira, sendo responsável por grande parte do produto interno bruto (PIB) nacional. Assim como os demais setores do mercado, ela também tem se desenvolvido e vem passando por inúmeras mudanças. Por isso, uma boa gestão de propriedade rural tem se tornado indispensável aos “negócios do campo”.

Foi se o tempo em que apenas o conhecimento dos ancestrais acerca do cultivo de plantas e criação de animais era suficiente para trabalhar com a agropecuária de forma satisfatória. Atualmente, com o mercado cada vez mais competitivo e diante de alterações nas obrigações legais (por exemplo, adoção do eSocial), o produtor rural tem que recorrer às boas técnicas de gestão financeira para garantir a rentabilidade de sua propriedade.

Desse modo, além de atentar aos cuidados com a produção, a armazenagem, a logística, e as movimentações financeiras, o produtor também deve dispensar especial atenção às exigências fiscais. Afinal, a inobservância das obrigações com o Fisco pode afetar a saúde financeira do negócio e até mesmo atrapalhar a continuidade das atividades no campo.

Diante de tantos fatores, não é muito fácil fazer um bom gerenciamento da atividade rural. No entanto, conhecer um pouco sobre o assunto pode ajudar muito. Por isso, preparamos este guia para você sobre gestão de propriedade rural. Confira!

Gestão financeira rural: do que exatamente estamos falando?

Para entender como fazer um bom gerenciamento de uma propriedade rural, é fundamental que você saiba o que significa gestão rural. De forma sucinta, pode-se dizer que a gestão de propriedade rural consiste em um conjunto de técnicas que objetivam o melhor planejamento e execução das atividades produtividades no campo. Continue a leitura e entenda melhor!

A gestão de propriedade rural engloba a análise, o controle e monitoramento de todos os processos envolvidos na produção rural, com vistas à otimização das atividades e, consequentemente, a redução de custos e a maximização dos resultados. Cabe ressaltar que não se trata apenas do gerenciamento das atividades diretas de cultivo e/ou criação de determinada espécie animal, mas sim de tudo que seja conexo ao processo produtivo.

Desse modo, pode-se dizer que a gestão da propriedade rural envolve também a gestão de pessoas (de todas aquelas envolvidas de alguma forma com a linha de produção) e de todas as movimentações financeiras do negócio, tanto do que “entra” como do que “sai” do caixa.

Portanto, a gestão financeira abarca o controle rigoroso de todos os valores oriundos da produção, bem como de todos os valores gastos pelo produtor com a aquisição de insumos e equipamentos, com mão de obra, com armazenagem dos produtos, com a logística, com o pagamento das obrigações junto ao Fisco (por exemplo, o imposto territorial rural).

Por que é importante fazer uma boa gestão de propriedade rural?

Agora que você já sabe o que é gestão de propriedade rural, certamente, deve estar se perguntando por que você deve ter todo esse trabalho com análise, controle e monitoramento de tudo. Bem, a primeira coisa que você precisa saber é que a gestão não deve ser vista como mais uma tarefa para você, mas sim como um processo diário que é fundamental a sobrevivência e crescimento de seus negócios no campo.

Como falamos no início deste guia, as atividades no campo vêm passando por inúmeras mudanças, como a implementação de novas tecnologias para otimização da produção. Além disso, as obrigações legais (sobretudo as fiscais) também tem sofrido alterações. Por exemplo, antes era comum que os produtores comercializarem seus produtos sem emitir nota fiscal. Hoje, em muitos estados, isso já é uma obrigação legal, cuja inobservância pode gerar inúmeros problemas, como multas e dificuldades para obtenção de créditos.

Desse modo, uma gestão eficiente da propriedade rural é necessária não apenas para a melhoria dos processos de produção, mas também para garantir que o seu negócio estará em dia com as obrigações fiscais, evitando, com isso, “dores de cabeça” futuras.

Como a gestão ajuda nos resultados da propriedade rural?

Certamente você já percebeu que uma boa gestão da propriedade rural é essencial para manter a organização do negócio. Essa organização é o segredo para o sucesso das atividades no campo. Afinal, por meio dela é possível alcançar as metas desejadas.

O primeiro passo para uma boa gestão de propriedade rural é fazer um planejamento. Para isso, é essencial conhecer a realidade do negócio (custo de produção, eficiência, excedente de produção, lucro etc). Depois de registrar todos esses dados, é importante analisá-los para identificar o que pode ser mudado para melhor os resultados e alcançar os objetivos desejados.

É muito importante fazer a anotação e controle de tudo para ter uma visão geral do negócio. Assim, você consegue identificar eventuais falhas na linha de produção e até mesmo na utilização dos recursos financeiros, o que possibilita a eliminação de gastos desnecessários e a melhoria da rentabilidade do negócio.

Quando se faz o gerenciamento de todo o processo produtivo, é possível identificar se há algo que pode ser mudado para otimizar a produção. Por exemplo, às vezes uma alteração no cultivo de uma planta ou no manejo de alguma criação (maior utilização de tecnologia, alterações nos nutrientes fornecidos às plantas ou animais etc.) pode reduzir os custos e aumentar a produtividade do negócio.

Também é essencial fazer um controle financeiro minucioso. É preciso anotar, monitorar e analisar tudo que “entra” e “sai” do negócio. Vale lembrar que as obrigações fiscais não podem ficar de fora. Aliás, incluí-las no controle ajuda até mesmo a garantir que você não vai esquecer de nenhuma delas e ficará em dia com o Fisco. Com isso, além de multas, você evita empecilhos na obtenção de créditos para subsidiar às atividades rurais.

Como você pode perceber, são inúmeros os benefícios que uma gestão eficiente traz para a propriedade rural. Afinal, ela garante a estabilidade entre entradas e saídas de recursos financeiros, permite identificar melhorias para o processo produtivo, possibilita identificar a capacidade de investimento e mantém o produtor rural em dia com suas obrigações perante o Estado.

Por que é importante investir em tecnologias para gestão?

A gestão de propriedade rural envolve o registro, a análise e o monitoramento de uma série de dados, sobretudo os financeiros e fiscais. Nesse cenário, para que tudo seja feito de forma eficiente e eficaz, é indispensável contar com o auxílio de boas tecnologias. Afinal, além de facilitar o trabalho, elas contribuem para confiabilidade do processo, por reduzir os erros decorrentes de falhas humanas.

Como você sabe, as atividades no campo têm suas peculiaridades, apresentando demandas e riscos próprios. São muitos os fatores que precisam ser controlados e monitorados (gastos com insumos, equipamentos, maquinário, mão de obra, obrigações fiscais etc). Fazer todo esse controle manualmente, de forma eficaz e eficiente, é praticamente impossível.

Desse modo, pode se dizer que as tecnologias são essenciais para melhorar a eficiência e eficácia da gestão de propriedade rural, principalmente no tocante ao controle dos recursos financeiros e do cumprimento das obrigações fiscais. Afinal, eventuais equívocos quanto às exigências do Fisco podem custar muito caro ao produtor rural.

Por falar em obrigações fiscais, cabe ressaltar que o produtor rural deve estar atento às mudanças legais que vêm ocorrendo, como a relativa à emissão de nota fiscal. Vale lembrar que a previsão do Governo Federal é de que ela seja obrigatória em todos os estados brasileiros até o final de 2020. Nesse cenário, é essencial contar com o auxílio de boas tecnologias para fazer um gerenciamento eficiente de todas as entradas e saídas do negócio, bem como para garantir o adimplemento de todas as obrigações fiscais.

Atualmente, existem inúmeras ferramentas (por exemplo, plataformas online) que, além de permitir a emissão de nota fiscal, auxiliam o produtor rural no controle financeiro, possibilitando uma visão geral acerca das entradas e saídas do negócio. Assim, além de garantir a redução de erros decorrentes de falhas humanas, você consegue descomplicar a gestão da propriedade rural, tornando-a mais eficaz e eficiente. Continue a leitura e entenda melhor como garantir a organização dos seus negócios do campo!

Como garantir uma boa gestão para sua propriedade rural?

Agora que você já sabe que contar com tecnologia é fundamental para uma boa gestão financeira e fiscal, confira a seguir algumas dicas que separamos para você otimizar a gestão e garantir a organização de sua propriedade rural!

Investir na gestão de pessoas

Apesar de o campo contar cada vez mais com aparatos tecnológicos, como equipamentos e máquinas que diminuem a necessidade de mão de obra humana, os trabalhadores do campo continuam sendo fundamentais ao sucesso das atividades rurais. Portanto, é essencial investir na gestão de pessoas.

Cabe ressaltar que uma boa gestão de pessoas não contribui apenas para a melhoria do ambiente de trabalho, mas também para garantir um bom equilíbrio entre a produção e os investimentos. Afinal, por meio dela você consegue direcionar melhor os trabalhadores de acordo com as habilidades de cada um.

Desse modo, a primeira coisa a se fazer é uma distribuição precisa e clara de tarefas, deveres e responsabilidades entre os colaboradores. Obviamente, essa distribuição deve considerar as habilidades e capacidades de cada um deles. Além disso, é preciso fixar a remuneração de cada cargo, com base em suas atribuições.

Ao distribuir as tarefas de forma clara, considerando as habilidades de cada profissional, você consegue especializar a sua linha de produção. Ou seja, cada trabalhador ficará responsável por aquilo que faz melhor e nenhuma tarefa será esquecida porque não tinha um responsável por ela.

Invista em sua equipe

De nada adianta delegar tarefas entre os colaboradores e investir em tecnologia se os seus funcionários não receberem o treinamento adequado para o desempenho de suas atividades de forma eficaz e eficiente. Lembre-se sempre que investir na equipe é fundamental para o desenvolvimento de qualquer negócio.

Por isso, analise as tarefas desenvolvidas por funcionário, com vistas a identificar quais delas poderiam ser otimizadas se fossem realizadas de uma forma mais técnica. A partir disso, ofereça bons treinamentos a sua equipe, de modo a propiciá-la as condições necessárias para o bom desempenho de suas tarefas. Por exemplo, você pode oferecer curso para manuseio de determinado equipamento, para o plantio de determinada cultura etc.

Controle as movimentações financeiras

Como você viu no decorrer da leitura, um controle financeiro organizado e eficiente é essencial para qualquer negócio, inclusive no campo. Por isso, registre todas as entradas e saídas da propriedade rural, como ganhos, gastos com mão de obra, insumos, tecnologias e obrigações fiscais.

O ideal é que cada entrada e cada saída sejam anotadas separadamente, de acordo com sua origem. Assim, além de todas as informações ficarem muito mais organizadas, é mais fácil ter uma visão geral das movimentações financeiras e identificar gastos desnecessários e a capacidade de investimento do negócio.

Vale lembrar que, na maioria das vezes, o elevado número de movimentações inviabiliza os controles manuais, sobretudo por que esses são mais suscetíveis a erros. Por isso, o ideal é recorrer às tecnologias. Existem várias ferramentas disponíveis no mercado, inclusive plataformas online que podem te ajudar nesta tarefa.

Invista em uma plataforma para emissão de nota

Na maioria dos estados brasileiros já é obrigatória a emissão de nota fiscal pelo produtor rural. A previsão é de que até o final de 2020 ela tenha que ser emitida por produtores de todas as localidades do Brasil. Vale lembrar que a inobservância da obrigação pode gerar multas e até mesmo dificultar a obtenção de crédito junto às instituições financeiras.

Nesse cenário é indispensável ter um controle eficiente de tudo que sai da propriedade rural, fazendo a devida emissão da nota fiscal sempre que necessário. Para isso, o ideal é recorrer ao auxílio de plataformas para emissão de nota fiscal para produtor rural. Além de terem um baixo custo, elas possibilitam que você tenha um controle eficiente de todas as saídas fiscais de seu negócio.

Diante disso, certamente, você deve estar se perguntando como escolher uma boa plataforma fiscal. Continue a leitura e descubra!

Como encontrar uma boa plataforma fiscal?

Para evitar problemas com o Fisco e ficar em dias com as obrigações legais perante o Estado é indispensável escolher uma boa plataforma para emissão de notas fiscais, que seja capaz de possibilitar um controle eficaz de todas as saídas fiscais do negócio.

Para acertar na escolha, o ideal é fazer uma pesquisa acerca da empresa antes de efetuar a contratação da plataforma. Verifique se as características do produto que ela está oferecendo atendem aos seus anseios. Além disso, é importante buscar por empresas que tenha uma boa reputação e são reconhecidas no mercado.

Procure e opte por uma empresa que tenha toda a expertise necessária à gestão de propriedade rural, bem como que conte com profissionais qualificados e capacitados, que ofereçam todo o suporte necessário para garantir o sucesso do seu negócio.

Como você pôde perceber, a gestão de propriedade rural é fundamental para a sobrevivência e crescimento dos negócios do campo. Seguindo as dicas que acima, certamente, você vai garantir uma boa gestão fiscal dos seus negócios e alavancar suas atividades no campo.

Quer ficar por dentro de assuntos relacionados ao gerenciamento fiscal? Assine a nossa newsletter!