O setor de agricultura gera inúmeros desafios em ser agricultor e, se não forem superados e administrados corretamente, podem desencadear prejuízos e levar à perda de competitividade no mercado. Apesar de esse setor se enquadrar em uma posição privilegiada, isso não poupa os agricultores de passarem por momentos difíceis.

Foi pensando nisso que produzimos este artigo, visando a mostrar o cenário atual de agricultura no país, expondo como anda a atividade agrícola, os desafios que esses empreendedores encontram e o que fazer para sair dessa situação. Por isso, continue a sua leitura e confira!

Qual é o panorama histórico da agricultura no Brasil?

A agricultura surgiu no Brasil no início da colonização. O sistema tinha como base a mão de obra escrava, fator que alavancou a economia agrícola, ainda que sobre atitudes ilícitas. Por volta do século 16, houve as Capitanias Hereditárias, expandindo a área de busca por terras.

Em continuidade, houve o cultivo da cana-de-açúcar, do café e de inúmeras outras especiarias. Esses fatores foram, pois, imprescindíveis para fomentar a prática agrícola.

Além desses, um cultivo que desencadeou uma grande expressividade no contexto nacional e internacional foi a soja. Não é em vão que, hoje, o Brasil é o segundo maior produtor de soja de todo o mundo, ficando para trás apenas dos Estados Unidos.

Nota-se, portanto, que o cultivo agrícola faz parte do contexto histórico brasileiro, sendo, por isso, muito bem valorizado no mercado.

Todavia, toda essa produção não deixa de apresentar grandes desafios em ser agricultor no Brasil.

Quais são os principais desafios em ser agricultor dentro e fora do campo?

Apresentaremos, logo abaixo, os principais desafios em ser agricultor e como lidar com isso. Confira!

1. Mão de obra

Esse aspecto é realmente um grande desafio, uma vez que encontrar um capital humano bastante qualificado para as atividades do campo não é fácil. Um dos fatores se deve ao enorme êxodo rural que tem acontecido nos últimos anos — pessoas saindo do meio rural para irem em busca de trabalho nas cidades.

Além desse fator, temos também a escassez de formação técnica dos trabalhadores. Com a modernização das ferramentas e a cada vez maior utilização das vias tecnológicas para aprimorar a produção, não houve, juntamente a isso, uma preparação para os agricultores. Logo, muitas vezes, o capital humano não está apto para administrar essas novas tecnologias e os prejuízos aparecem.

Diante disso, para amenizar esses fatores, é de suma importância que os agricultores busquem subsídios e patrocínios para fomentar o salário pago aos trabalhadores, incentivando o trabalho deles e a busca por permanecer nesse setor.

Além disso, é necessário que o empreendedor ofereça cursos profissionalizantes, especializados no setor de manuseio de ferramentas agrícolas, a fim de que os profissionais possam se integrar e elevar a produção da agricultura.

2. Competitividade

Quando citamos competitividade, não estamos tratando somente da questão da concorrência interna. Por isso, se a nação brasileira não buscar constantemente expandir esse setor, o país pode cair no cenário internacional, podendo ser ultrapassado por países que, até mesmo, não têm tanta evolução e tradição agrícolas.

Diante disso, não devemos parar de investir no âmbito agrícola, uma vez que o modo capitalista está cada vez mais se expandindo, alimentando novos processos e elaborando novas tecnologias para esse setor. Então, é preciso buscar estar por dentro das inovações e utilizá-las eficazmente para a melhoria da produção.

Conheça o EmittePowered by Rock Convert

3. Terras agrícolas

Uma pergunta muito frequente pelos agricultores e empreendedores é se é possível aumentar a produtividade sem precisar expandir a área utilizada, tornando-se um verdadeiro desafio. É válido pontuar que o tamanho das áreas de plantio tem aumentado em números menores do que quando comparamos com o aumento da produção e da demanda.

Esse fator ocorre devido ao elevado investimento em tecnologias, pois você, empreendedor, pode ter, sim, uma pequena área e ter uma elevada produtividade, uma vez que o avanço tecnológico e científico proporciona o uso de práticas e ferramentas mais ágeis e efetivas. Como exemplo disso, temos a agricultura de precisão.

Logo, mais uma vez, ressaltamos a importância da utilização de ferramentas tecnológicas, pois são imprescindíveis para fomentar e impulsionar a sua produção.

4. Logística

Esse desafio enfrentado pelos agricultores baseia–se nos altos custos de transporte e nas más condições em que se encontram os portos e as rodovias brasileiras. O desafio principal é que essas situações acabam encarecendo o valor do produto final, prejudicando tanto o produtor quanto o consumidor final.

Diante desse cenário, é de suma importância que os produtores encontrem meios alternativos de transporte, como trens e outras vias que não exigem custos elevados. No caso de exportações, é imprescindível que o agricultor busque subsídios, para que, assim, o valor final da mercadoria não fique tão elevado.

5. Clima

As condições climáticas são fatores que formam a base da produção agrícola, pois a sua produção está ligada a elas. Como exemplo, quando os parâmetros de chuva, umidade e temperatura estão enquadrados dentro da normalidade, os agricultores conseguem direcionar as produções com maior agilidade e eficiência.

Todavia, nem sempre essas condições estarão favoráveis, pois há quadros de secas prolongadas ou muitas chuvas torrenciais, que podem também prejudicar a produção. Esses danos, na maioria das vezes, podem ser irreversíveis.

Para evitar essas situações, é imprescindível analisar periodicamente as previsões do tempo, para que, assim, o agricultor esteja mais preparado. Além isso, você, empreendedor, poderá preparar o solo melhor para quando essas situações desfavoráveis ocorrerem.

6. Demanda

As taxas de consumo nos últimos anos têm crescido significativamente. Todavia, se essas taxas continuarem a crescer, a produção mundial também deverá aumentar no mesmo ritmo.

Dessa forma, o agronegócio deverá elaborar ações e estratégias inteligentes para otimizar, principalmente, as vias de produção. Colocando isso em prática, será possível garantir a demanda para as futuras gerações.

É válido pontuar que os desafios enfrentados pelos agricultores não param por aqui, mas esses são desafios suficientes para causar uma enorme preocupação e prejuízos para o setor agrícola brasileiro. Porém, se a tecnologia estiver bem aliada a esse setor, facilitará muito a produção.

Vale ressaltar também que a emissão de notas fiscais acaba tornando-se um grande desafio para os agricultores, porém, a Emitte é a solução ideal para esse problema, uma vez que essa empresa facilitará a emissão de documentos fiscais pelo aplicativo, sem ser necessário ir até a AGENFA da cidade ou utilizar um computador.

Portanto, neste artigo, são notados os principais desafios em ser agricultor e o que fazer para superar esses empecilhos.

Gostou do nosso post? Então, entre em contato conosco e fique ainda mais por dentro desse assunto!