Você já ouviu falar de CMV? Trata-se de um importante indicador de custos de produção e aquisição de produtos vendidos. Acompanhá-lo é essencial para garantir uma boa gestão do seu negócio.

Porém, a maioria dos empreendedores ignora o custo das mercadorias e focam apenas na parte operacional do negócio. Essa atitude pode ser um grande erro!

Neste artigo, você vai entender tudo sobre esse indicador, para que serve, sua importância e como calculá-lo. Não perca!


Leia também: 5 vantagens dos relatórios fiscais para sua empresa!


O que é CMV (Custo das Mercadorias Vendidas)?

O CMV (Custo de Mercadorias Vendidas) determina quanto o revendedor ou o fabricante gastou desde a aquisição até a venda do produto para o cliente.

Ou seja, é um cálculo gerencial que mede os custos de fabricação ou aquisição de um produto para revenda que foram comercializados em um determinado período. 

Por meio desse indicador é possível mensurar corretamente a lucratividade de um produto.  Por outro lado, deixar de calculá-lo pode te fazer ganhar menos do que você acredita, já que irá considerar como montante real os valores recebidos com as vendas.

Além disso, o cálculo também considera a quantidade de produtos que ficaram armazenados no estoque.

Afinal, para determinar o sucesso de um produto não basta calcular a lucratividade das vendas, como também analisar o estoque

Produtos que ficam armazenados por muito tempo geram custos para a empresa, o que prejudica o faturamento do seu negócio e ainda aumenta os custos das mercadorias vendidas.

como calcular o cmv corretamente

Como calcular o custo de mercadorias vendidas

Para calcular o custo dos produtos vendidos, você deverá considerar os seguintes valores em um determinado período: Estoque Inicial, Compras e Estoque Final.

A fórmula consiste em somar as compras realizadas no período do estoque inicial e subtrair pelo estoque final. Assim, é possível determinar quantos produtos foram vendidos ao longo do ano.

Além disso, você poderá utilizar a fórmula para calcular todos os produtos em estoque ou um único produto. 

Fórmula do CMV

Para deixar mais fácil a visualização, confira a fórmula para calcular os custos de mercadorias vendidas: 

CMV = (EI + C) – EF

Sendo:

  • EI: Estoque Inicial
  • C: Compras
  • EF: Estoque Final

Exemplo de cálculo de CMV

Parece confuso? Então, veja um exemplo prático. Vamos supor que você tenha uma loja de roupas e que gostaria de calcular os custos de mercadorias vendidas do mês de maio.

Para isso, vamos considerar os seguintes valores:

  • EI (valor do estoque no início de maio) = R$ 6.000,00.
  • C (compras de mercadorias efetuadas em maio) = R$ 4.000,00.
  • EF (valor do estoque no último dia de abril) = R$ 3.000,00.

Ao aplicar na fórmula, o cálculo seria:

  • CMV = (6.000 + 4.000) – 3.000
  • CMV = 10.000 – 3.000
  • CMV = 7.000

Isso significa que em maio sua empresa teve um custo de R$ 7 mil em relação às mercadorias vendidas, considerando as compras anteriores e as aquisições do período.

O indicador demonstra que nem todas as peças de roupas adquiridas foram vendidas no mês de maio. Além disso, ainda evidencia que há um custo em deixar o estoque parado e esse dinheiro poderia ser gasto de outras formas.

O resultado ainda serve como base para descobrir o lucro real do período. Para isso, é preciso considerar a seguinte fórmula:

Lucro Bruto = Vendas – CMV

Vamos supor que sua loja faturou R$ 21 mil  no mês de maio. Ao descontar o custo de mercadorias vendidas, você irá notar que seu lucro bruto foi de R$ 14 mil.

Se não tivesse feito esse cálculo, poderia acreditar que a empresa teria conseguido um lucro de R$ 17 mil, subtraindo apenas os custos com a aquisição de novos produtos para o estoque.

Saiba como o inventário rotativo auxilia o controle de estoque na sua empresa

Como reduzir o CMV do seu negócio

Agora que já sabe como calcular o custo de mercadorias vendidas, saiba que existem algumas estratégias para reduzir esse número. Confira:

  1. Mantenha seu estoque organizado: é imprescindível controlar e registrar todas as entradas e saídas de produtos;
  2. Planeje mais e compre melhor: o objetivo é não deixar seu estoque parado, tenha certeza de que comprará produtos que atendem às necessidades do público-alvo;
  3. Evite desperdício: fique atento a prazos de validade, se for o caso, e faça manutenções constante no espaço físico do seu estoque para reduzir perdas;
  4. Negocie por melhores preços: essa é uma estratégia para tentar baratear os custos de aquisição de produtos, mas nunca abra mão da qualidade.

E para que serve o CMV? Benefícios do uso nas empresas

O CMV serve para melhorar a gestão do seu negócio, pois além de possibilitar um controle mais preciso da situação financeira da sua empresa, também permite identificar os custos dos itens parados no estoque.

Veja só as vantagens de calculá-lo:

Identificar lucratividade com exatidão

A utilização dessa ferramenta permite identificar o lucro bruto, considerando os produtos parados no estoque. Assim, consegue estimar com precisão o faturamento de cada período e controlar melhor as finanças da empresa.

Criar promoções atrativas

Ao identificar mercadorias paradas no estoque há muito tempo, você pode criar promoções atrativas para os seus clientes.

Para isso, não deixe de considerar o custo de mercadorias vendidas para verificar quanto de desconto é possível aplicar sem haver prejuízo para a empresa.

Melhorar o planejamento de compras

O resultado do cálculo permite identificar se a empresa tem feito boas aquisições ou se os produtos estão ficando parados no estoque

A partir desse dado, você conseguirá adquirir produtos de acordo com as demandas e buscar uma precificação dos produtos mais competitiva para melhorar o planejamento de compras.

Além disso, ao realizar o cálculo individual por produto, é possível descobrir os tipos de mercadorias que você vende mais e quais costumam ficar estocadas por longos períodos. Essas informações te ajudarão a realizar compras mais estratégicas!

Importância de calcular o custo do produto vendido

Conclusão

O cálculo de CMV é uma ferramenta da contabilidade gerencial essencial na gestão financeira do seu negócio, já que permite identificar a lucratividade das vendas com exatidão, além de ajudar a organizar e promover o giro do seu estoque.

Além disso, ao analisar os resultados, você poderá tomar decisões mais estratégias para impulsionar o crescimento do seu negócio!

emitte-testePowered by Rock Convert