O Brasil produz anualmente uma imensa quantidade e variedade de produtos agrícolas que servem para a alimentação de pessoas no mundo inteiro. Os produtores rurais são os responsáveis pela maior parte dos alimentos que chega às mesas dos brasileiros. Para não ter prejuízos com as safras, os empreendedores do agronegócio planejam e executam atividades de acordo com o calendário agrícola.

Neste post, vamos falar sobre a melhor época para realizar o plantio das sementes, frutas, verduras e legumes em nosso país. Além disso, você vai encontrar aqui informações importantes sobre as condições ideais para a realização do calendário agrícola e para entender como o ambiente interfere na produção agrícola e na rentabilidade do agronegócio.

Quer saber mais? Acompanhe a leitura!

Os objetivos do calendário agrícola

O calendário agrícola é utilizado para planejar as fases da produção e tem como objetivo orientar o produtor rural sobre as épocas próprias para adubar a terra, os períodos de plantio, o tempo para a colheita e outros procedimentos da agricultura. Ele serve como um guia que ajuda a organizar e controlar as datas, de acordo com as regiões e as condições climáticas de cada lugar.

A melhor época para realizar o plantio

O Brasil é um país com enormes dimensões e, por isso, apresenta diversos tipos de climas que são distribuídos da região norte até a sul. Desse modo, o calendário para cada local é específico, tendo em vista que deve ser considerada a vegetação nativa, a umidade do ar, as variações climáticas, as características do solo, entre outros. Veja a seguir alguns exemplos.

Região Sul

  • Café – plantio em setembro e colheita entre maio e novembro;
  • Arroz – plantio em setembro e colheita entre novembro e abril;
  • Feijão – plantio em agosto e colheita entre outubro e março.

Região Sudeste

  • Café – plantio em outubro e colheita entre abril e setembro;
  • Milho – plantio em outubro e colheita entre janeiro e junho;
  • Algodão – plantio em outubro e colheita entre março e julho.

Região Nordeste

  • Algodão – plantio em janeiro e colheita entre junho e dezembro;
  • Arroz – plantio em outubro e colheita entre janeiro e abril;
  • Feijão – plantio em outubro e colheita entre janeiro e abril.

Região Norte

  • Guaraná – plantio em janeiro e colheita entre novembro e dezembro;
  • Mandioca – plantio em setembro e colheita entre março e julho;
  • Maracujá – plantio o ano inteiro e colheita um ano após.

Região Centro-oeste

  • Algodão – plantio em novembro e colheita entre abril e junho.
  • Arroz – plantio em setembro e colheita entre janeiro e abril;
  • Soja – plantio em outubro e colheita entre janeiro e maio.

Muitos outros alimentos são produzidos no território nacional, por exemplo: Amendoim, cacau, cana-de-açúcar, trigo, tomate, coco, uva, manga, maçã, batatas etc. Cada tipo de cereal, frutas, verduras e legumes tem o período ideal para a plantação e isso varia bastante de acordo com o local de plantio.

As condições ideais para realização do calendário agrícola

Primeiramente, antes de começar a planejar o cultivo de determinado produto, é preciso analisar também as culturas produzidas na região e o espaço para o armazenamento da colheita. Observe alguns aspectos indispensáveis para o sucesso da produção agrícola.

Colete dados sobre a variação de temperatura da região

Buscar informações sobre a temperatura regional é essencial para aumentar a rentabilidade no agronegócio. As plantas necessitam de temperatura ideal para a germinação das sementes e para ter o crescimento saudável. Algumas se desenvolvem melhor em temperaturas mais baixas, outras precisam de calor e não resistem às geadas.

Conheça o ciclo de chuva

As plantas dependem das chuvas para germinar e da realização da fotossíntese para crescer saudáveis. Dessa forma, elas necessitam de sol e chuva com intensidades diversas e de acordo com a sua espécie para que as safras sejam produtivas.

Saiba qual é a precipitação anual da região

Avalie a precipitação de chuvas da região pois determinadas plantas exigem certa quantidade de água para se desenvolver. No entanto, o excesso de chuvas em alguns casos favorece o surgimento de doenças nas plantações, limitando o seu crescimento ou prejudicando a qualidade dos frutos pelo aumento de fungos.

Verifique a velocidade do vento

O vento é um fator climático que causa prejuízo a várias plantas e pode causar pequenos danos ou destruir completamente os cultivos. As plantações sofrem com ventos fortes ou frios, motivo pelo qual o produtor rural precisa saber qual é a sua intensidade antes de investir.

Por fim, entender o ambiente é decisivo para o desenvolvimento da agricultura produtiva para que ela seja rentável. As estações, o clima e todas as circunstâncias que envolvem o plantio devem ser avaliadas com cautela para garantir o retorno dos investimentos. Confira seu calendário agrícola e aumente as chances de ter uma colheita satisfatória.

Se você gostou deste conteúdo e deseja obter mais informações sobre o tema, assine a nossa newsletter e receba dicas em seu e-mail!