Home / Empreendedorismo

O que é um sistema Antifraude e como ele funciona? Entenda!

sistema anti fraude entenda

Nas plataformas digitais, bem como sistemas online de pagamentos, a adoção de um sistema antifraude vem sendo cada vez mais comum nos negócios digitais. 

Fraudes são um problema recorrente no Brasil, em especial no âmbito fiscal. O relatório “O Estado de Justiça Fiscal”, por exemplo, já mencionou que o país arcou, em 2020, com cerca de R$230 bilhões de prejuízos ocasionados por fraudes. 

Os ataques contra os consumidores, em especial os de phishing também assustam, somando quase 2 milhões de tentativas somente na Black Friday de 2021. O dado está no relatório feito pela Kaspersky. 

As estatísticas simplesmente deduzem o aumento do interesse das empresas por sistemas antifraude. 

Mas, afinal, como eles funcionam? Quais as formas de identificar tentativas legítimas de compras? Você irá entender tudo isso ao longo deste artigo, acompanhe!

O que é um sistema antifraude?

O sistema antifraude é um conjunto de funcionalidades que aumenta a proteção de uma plataforma contra golpes e tentativas fraudulentas de pagamento. 

Dessa maneira, ele emprega tecnologias como inteligência artificial para bloquear ataques e analisar dados relativos às compras, tornando-as seguras.

Quem já realizou vendas ou compras em meios digitais, provavelmente percebeu como o processo é prático. Muitas vezes, basta informar dados do cartão de crédito ou débito e fechar a compra facilmente.

Por outro lado, se essa facilidade é evidente ao usuário, ela é ainda mais para indivíduos mal intencionados. 

Diversas tentativas de invasão nessas plataformas podem ocorrer sendo que, diferentemente das compras presenciais, toda a responsabilidade é do negócio.

Além de abalar a credibilidade da loja, ataques bem-sucedidos podem comprometer o estado dela em relação à LGPD (Lei Geral da Proteção de Dados)

Consequentemente, além de prejuízos, a organização pode acabar por ter prejuízos jurídicos com os incidentes.

Como o antifraude funciona?

A tecnologia funciona como uma segunda camada de proteção que garante que a compra em questão seja legítima. 

Assim, além de ser autorizada pela bandeira do cartão, a compra passa por uma avaliação onde o comportamento do usuário também é avaliado. 

Dessa maneira, a ferramenta cruza dados e pode bloquear a transação se, por 

padrão, o usuário é suspeito na tentativa de compra. Antes, o caso pode ser considerado suspeito e passar por uma análise mais criteriosa pela ferramenta.

Para identificar isso, são tomados como base diversos parâmetros próprios dessa inteligência artificial. 

No mais, os métodos podem variar conforme o sistema contratado, mas sempre funcionam para garantir a segurança da transação. 

Quais são os principais métodos de análise usados por antifraude?

Não é de se estranhar que as tecnologias caminhem com critérios muito inteligentes para a identificação de atividades suspeitas. 

Geralmente, atividades que saem da realidade do usuário são monitoradas com atenção por essas ferramentas. Abaixo, alguns critérios para essa análise são:

Rastreamento da localização de origem da compra

Independentemente das formas de pagamento preferenciais do indivíduo, dificilmente ele irá apresentar uma discrepância muito grande em sua localização.

A exemplo, um cliente que mora em São Paulo e realiza compras constantemente deste local dificilmente fará solicitações da Tailândia em um curto intervalo.

Nessa circunstância, o sistema considera a localização atual da solicitação de compra, e avalia profundamente o pedido. 

Pode ser necessário que o usuário comprove novamente sua identidade, impedindo, dessa maneira, vendas para invasores internacionais. 

Verificação de endereço

Outro método de segurança comumente utilizado em sistemas antifraude é o de análise do endereço de compra.

O processo é semelhante ao anterior, sendo útil mesmo quando a solicitação é feita de um endereço comum ao usuário. 

Por outro lado, o ponto de avaliação nesse caso é o destino do pedido, e se ele está em conformidade com o cadastro bancário.

Verificações em banco de dados

De modo a antever ainda mais os possíveis ataques, a tecnologia de Big Data proporciona uma verificação baseada em banco de dados para o usuário. Para que você entenda na prática, considere o exemplo abaixo:

  1. O usuário costuma realizar compras médias ou pequenas, com no mínimo um item de beleza no carrinho;
  2. O sistema identifica esse padrão e o armazena;
  3. Se uma compra grande e com itens muito distantes do comum é solicitada, o programa automaticamente avalia a fundo a solicitação.

Dessa maneira, a partir do próprio padrão comportamental do cliente é possível identificar tentativas de golpes que fogem do comum. Afinal, um criminoso dificilmente consegue imitar as compras de um cliente.

Benefícios gerados com um sistema antifraude

Assim como um software para MEI, o sistema antifraude facilita a rotina de um empreendedor, promovendo segurança e praticidade ao negócio.

Diante de tantos pedidos, pode ser muito difícil que a empresa avalie cada uma das solicitações e identifique padrões anormais. 

Por este motivo, adotar um sistema antifraude economiza tempo, além das demais vantagens que listamos:

Reduz chargeback

Chargeback é o prejuízo ocasionado quando uma plataforma autoriza uma compra para um cartão roubado ou clonado.

Ao receber a cobrança, o cliente solicita estorno, sendo que a empresa fica responsável pelo valor em questão.

diminuir chargeback ecommerce

Por outro lado, com esse sistema, é mais simples identificar uma compra inadequada e bloqueá-la ou solicitar uma confirmação ao usuário. 

Assim, o negócio não corre o risco de realizar vendas não autorizadas pelo dono do cartão.

Maior confiança gerada na venda

Como diversas empresas aplicam técnicas de marketing para gerar confiança, não poderíamos deixar de mencionar a efetividade de um sistema antifraude nesse processo. 

Vale ressaltar, ainda, que cerca de 68% dos brasileiros ainda possuem medo de fazer compras online, conforme indica o estudo divulgado pelo laboratório da Psafe.

Investir em segurança de vendas, portanto, facilita as vendas digitais para a maior parte dos seus consumidores. Tudo isso, sem mencionar a seriedade que a marca passa a ter diante do mercado. 

e-commerce seguro

Quais negócios mais demandam uma solução antifraude?

Qualquer negócio que realize vendas pela web pode contar com um sistema antifraude para potencializar seu serviço. 

Especialmente para e-commerce, a adoção dessa tecnologia faz toda a diferença para evitar prejuízos com chargeback e ainda fidelizar clientes. 

Lembre-se que a segurança do seu negócio não é um gasto a mais, mas um investimento que faz todo sentido quando visualizamos as necessidades do consumidor.

Não deixe também de investir em outras ferramentas que agilizam ainda mais seus processos, em especial os burocráticos.

Emitte é um sistema que irá transformar suas emissões de Notas Fiscais e melhorar todo seu sistema de finanças. Teste gratuitamente hoje mesmo e comprove!

Equipe Emitte

Somos apaixonados em aprender, ensinar e compartilhar conteúdo de qualidade para que o empreendedor continue evoluindo. Acreditamos que juntos podemos alcançar o sucesso através do conhecimento!

Pressione ESC para sair